O ano de 2021 foi marcado pela estreia do Open Banking, ou sistema financeiro aberto, que faz parte da agenda de incentivo à competitividade no Sistema Financeiro Nacional (SFN) do Banco Central. O objetivo dessa movimentação é dar mais abertura aos dados bancários e melhorar as ofertas de produtos e serviços financeiros para o consumidor.  

Nesse novo cenário, instituições participantes do Open Banking poderão oferecer aos consumidores ofertas mais competitivas e vantajosas, com tarifas mais baixas, por exemplo. Olhando pelo lado do consumidor, ele terá muito mais controle sobre seus dados bancários.  

No Brasil, a iniciativa entrou em vigor em fevereiro de 2021 e sua última fase foi implementada em dezembro do mesmo ano. As informações que poderão ser compartilhadas a partir dessa movimentação são dados pessoais, transacionais e sobre produtos e serviços adquiridos pelos consumidores.  

Open Banking deve deixar mercado financeiro ainda mais competitivo  

No dia 24 de maio de 2021, o modelo de negócio até então denominado Open Banking foi substituído pelo Open Finance – agora, mais instituições poderão fazer parte do sistema, como corretoras, fundos de previdência, fundos de pensão etc., além de bancos e fintechs

Com a adesão ao Open Banking, a expectativa é que o mercado financeiro fique cada vez mais competitivo com a entrada de fintechs, por exemplo. Além disso, acesso a novos clientes, custos reduzidos e sistema padronizado são alguns dos benefícios para as instituições financeiras.  

Para Christian Medeiros, Diretor de Engenharia e Arquitetura na Inmetrics Soluções Digitais, “o crescimento das fintechs só comprova que esse é um mercado carente de soluções criativas e que ainda há muito para ser explorado. O Brasil é um país que é visto pelo mundo neste cenário de fintechs como um mar de oportunidades. E tendo um ecossistema que grandes instituições participam, que fintechs participam, vai surgir, com certeza, novos produtos”. 

Além dos pontos positivos para as instituições financeiras levantados acima, as pessoas físicas também terão diversos benefícios, como o acesso a taxas e tarifas menores, aumento do leque de produtos oferecidos pelas instituições e controle maior sobre seus dados e histórico financeiro. 

APIs são a maneira mais rápida e segura de integrar instituições financeiras ao Open Banking 

Para fazer parte do movimento Open Banking, é necessário seguir um conjunto de regras (APIs) e implementar tecnologias que permitam o compartilhamento de dados e serviços de clientes entre as instituições financeiras participantes. 

As APIs foram criadas para facilitar a troca de informações entre diversos sistemas que podem não ser compatíveis entre si e tornam a operação mais segura e eficiente, já que ligam os serviços diretamente, sem a necessidade de intermediários.  

Contar com uma API Open Banking é uma oportunidade para estimular a inovação e levantar novos negócios para a empresa. Mas, para que sejam implementadas, é necessário se assegurar que toda a operação seja desenvolvida com segurança por uma equipe especializada. “As empresas possivelmente terão que contratar e capacitar pessoas para implementar as ferramentas do Open Banking, ou então, terão que contar com uma solução já pronta” é o que explica Oscar Nogueira Neto, CTO da Inmetrics Soluções Digitais. 

Para que as empresas se adequem o mais rápido possível ao Open Banking, é importante preparar a plataforma digital e buscar soluções que facilitem sua implementação com velocidade, como é o caso do Integrate, API Inmetrics nos moldes plug and play que pode ser customizada de acordo com as necessidades do cliente. 

Com a chegada do Open Banking, até mesmo as pessoas desbancarizadas poderão ter acesso a serviços financeiros que não eram possíveis antigamente. Segundo um estudo do Instituto Locomotiva feito em janeiro de 2021, 10% dos brasileiros não possuíam conta em bancos no mês, e 11% não haviam movimentado a conta no mês anterior. 

O que se espera para os próximos anos é um cenário financeiro e de vendas online ainda mais aquecido e competitivo.