Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Marketing digital é o conjunto de ferramentas virtuais que tem como objetivo comunicar conteúdos que informam uma audiência sobre uma marca, produto ou serviço. Ele inclui websites, landing pages, aplicativos, chats automatizados, canais de redes sociais e uma infinidade de outras plataformas virtuais que permitem que marcas entrem em contato diretamente com seus consumidores. Mas será que ele funciona para todas as empresas e profissionais?

Um estudo publicado recentemente pela SmartHint mostrou que houve um aumento no e-commerce brasileiro de 785% na comparação entre o primeiro semestre de 2022 e o período pré-pandemia. Sabe-se que muitos hábitos foram incorporados pela população mundial durante o período em que o Covid19 se espalhou pela população mundial, sendo o mais forte deles o hábito da colaboração digital. Empresas, profissionais e instituições foram forçados a aprender a viver digitalmente, e transformações que demorariam 10, 12 anos para acontecer foram desenvolvidas e implantadas em menos de 1 ano. Com isso, indivíduos que ainda não enxergavam o ambiente digital como um ambiente habitável, passaram a trabalhar, estudar e consumir digitalmente, sendo possível observar a fusão profunda entre o físico e o digital.

A SPC Brasil publicou uma pesquisa recentemente em que mostrou que 45% dos consumidores no Brasil já são virtuais. Mas esse não é o número mais impressionante dessa pesquisa. O que mais instiga é que 90% dos consumidores entrevistados contaram que mesmo antes de fazer uma compra em loja física, executam uma pesquisa online antes de consolidar sua compra. Quer dizer: a venda até pode ser feita no ambiente físico de uma loja, porém uma pesquisa online é realmente o que determinará se essa compra física acontecerá ou não.

Carol Olival, estrategista de marketing digital, comenta: “empresas que não souberem estabelecer uma presença física e virtual ao mesmo tempo perderão cada vez mais sua audiência. Marcas que não possuem uma voz digital correrão o risco de ter essa voz sendo criada por outros: seus consumidores, seus concorrentes, o próprio mercado. Tão importante quanto ter uma boa jornada física para seus clientes é ter uma boa jornada virtual, integrada, em uma estratégia que hoje chamamos de Omnichannel”. Olival, que aprofundou seus conhecimentos em marketing digital com um mestrado em Digital Marketing pela universidade americana Full Sail University, explica: “Ser Omnichannel é estar em todos os ambientes em que sua audiência está, atendendo cada cliente no canal em que ele espera ser atendido. Trata-se de colocar o consumidor e sua experiência no centro de tudo o que a empresa produzir, e encontrar o cliente no canal em que ele prefere ser atendido: WhatsApp, Telegram, Instagram, TikTok, website, aplicativo, loja física. É claro que o desafio maior é conhecer profundamente o cliente e estar disposto a repensar e atualizar diariamente as plataformas físicas e digitais da empresa, uma vez que o mundo digital está em constante transformação”.

Segundo Carol Olival, “O marketing digital está para o consumidor assim como a internet está para todos: acessível, possível, pulsante”. Ela reforça ainda que “é necessário lembrar que marketing não cria necessidade, marketing cria desejo. Falar em e-commerce é falar em venda, falar em marketing é falar no desenvolvimento do desejo que impulsiona a venda. O e-commerce é para todos? Isso pode ser discutível. Marketing digital é para todos? Sim, absolutamente, porque sem desejo não há venda, seja ela física ou virtual”.

 

Compartilhe.

Comments are closed.