Em 2022, o mercado de hiper automação atingirá a casa dos 600 bilhões de dólares. Ao menos é o que sugere previsão realizada pela Gartner, empresa amereicana de consultoria em tecnologia. As cifras do setor de hiperautomação já foram superiores a 500 bilhões de dólares em 2021.

A Gartner também prevê que, até 2024, as empresas começarão a adotar pelo menos três dos 20 tipos de softwares agonísticos de processos que permitem hiperautomação. “As organizações estão fazendo a transição de um conjunto de tecnologias de automação fracamente acoplados para uma estratégia de automação mais conectada”, complementa Cathy Tornbohm, VP de Pesquisa da Gartner.

Dentre os tipos de software de hiperautomação existentes, os que crescem em ritmo mais acelerado são os que possibilitam o fornecimento de visibilidade de mapeamento de negócios e automatização e gerenciamento de conteúdo. Além disso, gerenciamento de regras complexas e orquestração do fluxo de trabalho ganham destaque entre as empresas.

Ainda, há uma alta demanda por métodos de verificação de assinatura, reconhecimento óptico de caracteres (OCR), gestão de documentos, Inteligência Artificial (AI) de conversação (para atendimento ao cliente, principalmente) e tecnologia de linguagem natural (NLT).

Por fim, o Gartner entende que, até 2024, as organizações que adotarem esse tipo de estratégia de hiperautomação poderão reduzir em até 30% os custos operacionais reprojetados. “A mudança para a hiperautomação será um fator-chave para que as empresas alcancem a excelência operacional e, consequentemente, a economia de custos em um mundo digital prioritário”, diz um analista de tecnologia da empresa.

Prioridade entre empresas

A previsão da Gartner é corroborada por relatório realizado pela Camunda, “State of Process Automation Report 2022 – Paving the path to reach process automation potential”. No estudo, mais de quatro em cada cinco entrevistados (82%) afirmaram que implementar automação em suas empresas é uma prioridade maior atualmente do que era no ano de 2021.

Ainda, 89% relatam que viram um aumento no crescimento dos negócios devido à automação de processos em 2021, e 92% reportam que esta automação permite liberar os funcionários para assumir tarefas mais complexas e estratégias em suas empresas.

“Desde que iniciamos nossa operação no Brasil e América Latina, temos visto que a busca por soluções de hiperautomação é uma realidade para empresas de todos os setores e tamanhos atualmente. Implementar hiperautomação é uma forma de integrar fluxos de trabalho e criar um ambiente mais eficiente, consequentemente diminuindo custos e permitindo até mesmo um aumento de receita em alguns casos. Para tanto, acreditamos que a automação via RPA é a engrenagem que faltava às empresas – uma forma rápida e acessível de atingir um patamar mais elevado em seus negócios”, afirma Thiago Carlucci, Head de Marketing LatAm da ElectroNeek, empresa de software de automação via RPA.