Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Um levantamento realizado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) analisou as lesões sofridas por atletas durante a temporada de 2019 em jogos das séries A e B com o objetivo de entender as lesões mais recorrentes e como elas afetam os jogadores de futebol.

Segundo o estudo, entre 645 profissionais analisados, 214 sofreram pelo menos uma lesão. As áreas mais afetadas foram coxas, cabeça, tornozelos e joelhos. Outra pesquisa, conduzida por especialistas da Unifesp com 20 ex-jogadores mostrou que mais de 50% deles passou por pelo menos uma cirurgia de articulação, 80% ainda sentem dores nos joelhos e 65% têm artrose.

O futebol é um esporte que exige criatividade e rápida tomada de decisões por parte dos jogadores. A pesquisa da CBF apontou, ainda, que boa parte das lesões ocorre sem a intervenção de um adversário (62%). O Dr. Marco Aurélio S. Neves, cirurgião especialista em operações do quadril e joelho, ortopedia e traumatologia analisa os dados.

“Apesar de ser uma paixão nacional, o futebol é um esporte de contato. a pesquisa da Unifesp apenas confirma que o desgaste das articulações (devido aos fortes impactos) faz com que lesões no joelho dos jogadores de futebol sejam comuns”, analisa.

Sobre o alto índice de jogadores que sofrem com artrose, o Dr. Marco Aurélio lembra que as características do esporte favorecem a ocorrência de lesões. “Jogar futebol exige movimentos bruscos e giros diversos. É necessário saber cair, levantar e sofrer impactos”. E cita as diversas lesões que vêm ocorrendo na Copa do Mundo realizada no Catar este ano.

“O melhor exemplo são os jogos da Copa do Catar, onde vemos quanto os jogadores estão sofrendo lesões, mesmo com todo o preparo físico necessário”. Para exemplificar, dois jogadores brasileiros foram cortados da competição devido a lesões no joelho. Gabriel Jesus e Alex Telles. O lateral-esquerdo já substituía Alex Sandro, que teve lesão no quadril.

Prevenção e tratamento

O Dr. Marco Aurelio cita alguns cuidados e estratégias para prevenir as lesões. Entre elas o condicionamento físico acompanhado por profissionais, assim como o fortalecimento muscular e o treino das técnicas de queda e ao receber impacto. 

Por fim, ele complementa: “Mesmo com todos os cuidados, há uma alta incidência de desgaste de articulações que acelera o surgimento da artrose. O tratamento varia com o grau da lesão. Medicamentos, fisioterapia e, em casos mais graves, cirurgia dependem de cada caso”. 

Ainda dentro de campo, vale lembrar que a competição de futebol mais importante do mundo perdeu jogadores de peso mesmo antes de seu início. Entre eles, o lateral-esquerdo brasileiro Guilherme Arana, Paul Pogba (França) e Reece James (Inglaterra) ficaram de fora por problemas no joelho.

Para mais informações, basta acessar: https://drmarcoaurelio.com.br/

Compartilhe.

Comments are closed.