A Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo (FEHOSP) homenageou, nesta quarta-feira (08/06), o Instituto Horas da Vida por sua contribuição de destaque no auxílio às entidades filantrópicas durante o enfrentamento à pandemia de Covid-19. A honraria foi concedida durante o 31º Congresso de Provedores e Administradores Hospitalares, que acontece esta semana em Atibaia-SP, e se deve à participação do instituto, em conjunto com a Hospitalar.com, na campanha Juntos no Combate, que arrecadou mais de R$ 4,8 milhões em itens de insumos, equipamentos e suprimentos.   

Na campanha, o Horas da Vida ficou responsável por recepcionar doações de empresas parceiras do segmento de saúde que poderiam ser direcionadas aos hospitais filantrópicos e santas casas de misericórdia filiadas. 

“É muito gratificante ter sido o elo de conexão entre as empresas privadas que realizaram as doações e os hospitais, as santas casas e as organizações sociais que foram beneficiadas. O resultado da campanha Juntos no Combate reflete o poder de uma rede colaborativa consistente e é recompensador ter podido fazer parte disso”, comentou Rubem Ariano, fundador do Instituto Horas da Vida e CEO da Filóo Saúde

A ação foi uma iniciativa da Feira Hospitalar, realizada entre abril e agosto de 2020, e contou com o patrocínio da SAP Brasil. Ao todo, foram arrecadados 83.905 itens em doações distribuídas a mais de 210 instituições nos estados de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, além de Brasília. A proposta foi apoiar instituições da saúde que enfrentavam escassez de materiais essenciais para o atendimento da população durante a pandemia. 

A campanha Juntos no Combate manteve contatos ativos semanais por telefone e acionou mais de 1.200 empresas em busca de doações para a causa. A ação também contou com a participação de 16 empresas e projetos doadores, além de cinco companhias que fizeram a logística das doações para os estados. 

Criado em 2013, o Instituto Horas da Vida nasceu como uma solução para que, de maneira organizada, mais pessoas tivessem acesso à saúde. Nele, médicos e profissionais da saúde atendem voluntariamente pessoas assistidas por instituições com trabalho social reconhecido em São Paulo como: APAE de São Paulo, Associação Santo Agostinho (ASA), Educafro, Lar Sírio, Associação Beneficente da Santa Fé, Fundação Rubem Cunha, Lar das Crianças, Instituto Baccarelli, Associação Samaritano e a ABSW. Mais informações em: www.horasdavida.org.br.