Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

A Parceria QualificaSUS acaba de fechar mais um hospital. Seu mais novo contrato foi com o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ) que destina 100% de seus leitos ao Sistema Único de Saúde (SUS). 

A iniciativa permite a consolidação de uma estrutura de governança assistencial moderna e comprometida com os desfechos clínicos.

A Parceria QualificaSUS é formada pelas empresas: Central dos Hospitais de Minas Gerais, Federação das Unimeds MG, DRG Brasil, Pós-graduação da Ciências Médicas, Fundação/Faculdade Unimed, Organização Nacional de Acreditação (ONA), Planisa e Sociedade Brasileira de Analistas de Informação em Saúde (SBAIS).

“Esta Parceria vai nos ajudar a ampliar a nossa capacidade de gestão e qualificação”, comenta o diretor-presidente do Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, Marco Antônio Guimarães de Almeida.

Por integrarem ao projeto OtimizaSUS, uma iniciativa do Governo do Estado de Minas Gerais que tem por objetivo ampliar o acesso qualificado da população aos serviços e otimizar a utilização de recursos com foco na melhoria dos processos de trabalho dos estabelecimentos hospitalares, o Hospital recebe recurso para a modernização do complexo hospitalar que visa à utilização de metodologias de gestão da qualidade e eficiência. “Ter um parceiro como o Therezinha de Jesus é sempre uma oportunidade de aprendizado”, salienta Dr. Renato Couto, um dos presidentes do Grupo IAG Saúde do qual faz parte o DRG Brasil. 

A otimização do uso de recursos financeiros é fator determinante para as instituições conseguirem se manter e obter uma melhor entrega aos pacientes.

Parceria QualificaSUS

Entre os benefícios da Parceria QualificaSUS estão: alocação de recursos, correção de processo; disponibilidade de informações qualificadas, estruturadas e referenciadas que permitem análises agregadas ou individualizadas, por unidade, complexos; linhas de cuidado prioritárias, com variados graus de granularidade, subsidiando a elaboração de políticas assistenciais, organizativas mais qualificadas, assertivas e eficientes, e também permitirá identificação de potenciais (oportunidades) e limitações (fraquezas) da cobertura assistencial, permitindo direcionar de forma mais precisa a necessidade de investimentos e intervenções.

Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus – HMTJ

Localizado em Juiz de Fora- MG, o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus – HMTJ conta com 290 leitos ativos, 40 leitos de UTI Adulto – sendo 20 clínicos e 20 cirúrgicos; 12 leitos de UTI Neonatal e 8 Pediátricos, além de 240 leitos de internação em enfermarias distribuídas em 7 unidades. O Centro Cirúrgico do HMTJ tem 8 salas e Ambulatórios com 42 consultórios para consultas com diversos especialistas. Os procedimentos e consultas são regulados via SUS Fácil e Central de Marcação de Consultas, provenientes de toda a macrorregião Sudeste.

 História

O HMTJ faz parte de um grupo de instituições que são ao mesmo tempo filantrópicas, de ensino, 100% SUS e ainda reconhecida com nível de máximo de Acreditação Hospitalar pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e faz parte da Rede Sentinela da Anvisa. Batizada Maternidade Therezinha de Jesus, com o nome do primeiro bebê nascido no hospital, a instituição foi fundada em 1º de Dezembro de 1926, como Entidade Filantrópica. Foi inaugurada em 1º de Janeiro de 1927 e passou por outros endereços antes de ocupar o atual, em 1978. Criado com vocação de maternidade, até o ano de 2005, contabilizou 150 mil partos.

A partir de 15 de setembro de 2005, a instituição passa a ser Hospital Geral, estabelecendo convênio com a Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora (FCMS/JF), Suprema, recebendo, a partir de então, a denominação de Hospital Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ). O principal diferencial desta mudança foi no foco da prestação de assistência à saúde em âmbito geral, oferecendo as mais diversas especialidades da Medicina e suporte multidisciplinar. Desde então, o processo de melhoria é contínuo e o atendimento foi dobrando sua capacidade de assistência em número de cirurgias e internações, suprindo uma demanda reprimida, na região, inclusive de atendimentos ambulatoriais.

Compartilhe.

Comments are closed.