Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Estudo realizado pela Grand View Research sobre a indústria de verificação de identidade mostra que à medida em que o volume de fraudes cibernéticas aumenta – em função, entre outros fatores, da maior digitalização da população global – também se observa o crescente uso de tecnologia especificamente desenvolvida para lidar com questões de segurança.

Verificação de identidade diz respeito aos serviços e produtos usados ​​para confirmar a validade da identidade física de uma pessoa ou de sua documentação, como carteira de motorista, passaporte ou outro documento de identidade emitido em todo o país. Portanto, trata-se um procedimento crucial que garante que a identidade de uma pessoa corresponda ao que se espera.

Segundo o estudo citado, o tamanho do mercado global de verificação de identidade foi avaliado em US$ 8,48 bilhões em 2021. Projeções indicam que esse mercado deve atingir US$ 18,6 bilhões em 2026 e cerca de US$ 33 bilhões em 2030, com crescimento anual superior a 16%. O segmento de grandes empresas vem liderando essa indústria, registrando uma participação de receita de 65,4% em 2021.

Com aumento de 16% ao ano, é previsto que pequenas e médias empresas também passem a investir mais na verificação do usuário até 2030. Em linhas gerais, os softwares de verificação de identidade fornecem soluções simples e descomplicadas, de relativamente baixo custo, além de serem intuitivas e seguras para atender às crescentes necessidades.

Estudo divulgado pela Sumsub revela que 80% das tentativas de fraude de identidade no Brasil ocorrem na etapa de verificação. Trata-se de uma etapa obrigatória para todas as empresas reguladas pelo Banco Central (Bacen) e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Ao cruzar informações anônimas de 4,3 milhões de verificações realizadas no Brasil em 2022, foram examinadas mais de 50.000 tentativas de fraude em 19 setores – destacando o país como um dos que mais contribuem para a fraude online.

De acordo com Guilherme Terrengui, head de novos negócios da Sumsub para a América Latina e Ibéria, grandes corporações optam por sistemas de verificação de identidade devido ao expressivo aumento de atividade fraudulenta, lavagem de dinheiro, processamento de transações de alto risco, roubo de identidade, redução de custos em processos manuais e conformidade com várias legislações.

“À medida que os cidadãos avançam em seu relacionamento com a tecnologia e os dispositivos digitais, a possibilidade de ataques cibernéticos e falhas de segurança também aumentam. Serviços de verificação, como Know Your Customer (KYC), Know Your Business (KYB), Know Your Transaction (KYT) e Prevenção à Lavagem de Dinheiro (PLD) – além da verificação de identidade na área da saúde – estão respondendo ativamente ao aumento da cibersegurança das organizações, atenuando riscos e vulnerabilidades”, diz Terrengui.

Estudo divulgado pela Data Bridge Market Research mostra que a crescente adoção de tecnologias avançadas, como big data, computação em nuvem, inteligência artificial e aprendizado de máquina, influenciará positivamente o crescimento do mercado. Muitas organizações estão recorrendo a serviços de verificação de identidade para melhorar a consistência de suas ferramentas e plataformas de segurança.

Vale ressaltar que as tecnologias de gerenciamento de identidade são essenciais na indústria de serviços financeiros, já que permitem a construção de mecanismos seguros e eficientes para controle de acesso e verificação de identidade. Mas também o segmento de varejo e e-commerce deve crescer a uma taxa anual composta superior a 23% entre 2022 e 2030.

Terrengui ressalta que investimentos e pagamentos são dois segmentos bastante propensos a fraudes no Brasil. As indústrias de criptomoedas, jogos eletrônicos e comércio também sofrem com fraudes, embora em menor grau. “Tanto os estudos da Sumsub como os estudos do mercado devem dar às empresas que operam no Brasil uma compreensão clara dos riscos locais de fraude e indicar caminhos de como lidar com eles”.

Compartilhe.

Comments are closed.