De gota em gota, um vazamento residencial pode fazer a diferença em um futuro em que a falta de água pode afetar 5 bilhões de pessoas até 2050, conforme um relatório da ONU (Organização das Nações Unidas) apresentado no 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília, em 2018. De acordo com a estimativa da ONU, 5 bilhões de pessoas ficarão sem água por, pelo menos, um mês ao ano, até a metade do século – o que corresponde à metade da população mundial estimada para a data.

Ao longo dos últimos 36 anos, o Brasil perdeu 15% da superfície de água, segundo mapeamento do MapBiomas sobre a dinâmica da água em território nacional. A análise demonstra que diversos estados do país já têm de lidar com as consequências dos baixos níveis de água nas bacias hidrográficas.

Neste panorama, Cesar Felipe de Lima, técnico responsável da Agência Leão, que presta serviços para a Doctor Caça Vazamentos e Desentupidora, afirma que é necessário empreender medidas para a prevenção de vazamentos residenciais. A seguir, a reportagem organizou os procedimentos que, segundo o especialista, podem ser realizados para evitar o desperdício de água:

  1. Cronometrar o banho

Lima afirma que mudanças simples de hábitos são fundamentais para o futuro da água. Um banho de 15 minutos, por exemplo, pode consumir até 135 litros de água. “Se você reduzir o tempo de banho para 5 minutos, usa apenas 45 litros. Além disso, para maximizar a economia, desligue o chuveiro ao lavar e ensaboar o cabelo”, aconselha.

  1. Fechar a torneira ao escovar os dentes

O especialista destaca que as torneiras são uma das principais causas de desperdício. “Escovar os dentes, lavar o rosto e as mãos com a torneira desperdiça 12 litros de água. Portanto, mantenha-os bem fechados quando não estiver usando água”.

  1. Ensaboar todos os pratos de uma vez

“Antes de lavar a louça, limpe os restos de comida com um guardanapo ou papel toalha, depois lave com sabão de uma só vez com a torneira fechada. Em seguida, enxágue”, indica Lima. Outra dica do especialista é lavar primeiro os utensílios menos gordurosos. Assim, a gordura não se espalha para outros itens.

  1. Limitar o uso de máquinas de lavar

De acordo com o técnico responsável da Agência Leão, o ideal é manter sempre a água cheia e usar a máquina para um ciclo de lavagem completo. “Para isso, acumule mais roupas e lave tudo de uma vez. Alguns aparelhos mais novos também oferecem um modo econômico que reduz a água e a energia em até 30%”.

  1. Reutilizar a água da máquina de lavar

A água usada na máquina de lavar geralmente é descartada no esgoto, observa Lima. No entanto, como contém apenas resíduos de sabão, pode ser reutilizada e usada para lavar pisos, quintais e regar plantas. “Para guardar a água por alguns dias, use um pouco de cloro para evitar que os micróbios se multipliquem, causando um odor desagradável”.

  1. Não usar mangueiras de água nas calçadas

“Limpar a calçada com mangueira é uma atitude um tanto autoconsciente que pode representar um desperdício de 120 litros de água. Em Fortaleza, por exemplo, quem continuar usando água durante essa atividade é multado. Por isso, prefira limpar o quintal e a calçada com uma vassoura”, afirma.

  1. Implementar uma descarga de válvula de dupla ação

Para Lima, é um desperdício usar sempre a mesma quantidade de água em uma descarga. “Sistemas foram desenvolvidos para drenar a água para o banheiro sob demanda. As válvulas de dupla ação podem ser instaladas em ralos de parede e em caixas de acoplamento”.

  1. Verificar e corrigir quaisquer vazamentos

O técnico conta que infiltrações e vazamentos podem acontecer sem que os moradores percebam – o que pode impactar nas contas do final do mês. “Vazamentos e manchas nas paredes são sinais de problemas maiores com instalações longas. Outros sinais são: mofo, tinta de espuma, tinta úmida e bolor. Nesses casos, o ideal é procurar ajuda profissional”.

  1. Fechar a torneira

Uma torneira pingando desperdiça até 40 litros de água por dia, afirma Lima. “Se você notar esse problema, ele deve ser substituído ou reparado. Se demorar alguns dias para resolver, certifique-se de coletar a água para que possa ser reutilizada”.

  1. Lavar o carro com um balde

“Não use mangueira para lavar o carro – opte por um balde para evitar o desperdício”, recomenda o especialista. “Outra forma de economizar é a eco-lavagem, que utiliza menos de um litro de água. “Você só precisa de dois panos de microfibra, um shampoo especial para lavar e um borrifador com 400ml de água Seguir medidas como essas pode fazer a diferença e contribuir para o futuro de todos”, conclui.

Para mais informações, basta acessar: https://doctorvazamentos.com.br/