Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 e o menor número de casos no país, dez estados brasileiros e o Distrito Federal já flexibilizaram suas regras de uso de máscaras de proteção respiratória. A medida abre caminho para que prefeituras locais sigam a mesma via, tornando opcional o uso de máscaras em locais abertos.

Para o Dr. Marcelo Borille, responsável pela clínica Dr. Marcelo Borille Odontologia Estética, as medidas dos governantes são determinantes para que os brasileiros voltem a exibir os seus rostos, e sorrisos, após dois anos de crise sanitária.

“É preciso seguir com responsabilidade diante da nova fase de enfrentamento à pandemia. Outrossim, as regras de flexibilização já permitem que as pessoas voltem a sorrir com mais liberdade, o que traz à tona o fato de que os cuidados com a saúde dental, por muito tempo negligenciados, também merecem uma atenção especial”, afirma.

De fato, menos da metade dos cidadãos (49,4%) fez uma visita ao dentista nos 12 meses que antecederam a “Pesquisa Nacional de Saúde”, realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2019 e divulgada em 2020.

Lentes de Contato Dental são tendência

Para o Dr. Borille, em um momento de retomada com os cuidados da saúde odontológica, um procedimento em específico tem se revelado como uma tendência: as lentes de contato dental, variante técnica mais delicada do que as facetas de porcelana.

“O tratamento [lentes de contato dentais] corrige a cor e o formato dos dentes para obter um sorriso mais harmonioso e equilibrado e tem sido alvo de uma procura crescente, em parte, graças à influência de famosos, que exibem os resultados em suas vitrines digitais”, afirma.

Com efeito, 67% dos brasileiros presentes no Instagram seguem influenciadores digitais. Destes, mais da metade (55%) já aderiram a algum produto ou serviço depois que este foi indicado por um influencer, segundo pesquisa conduzida pela Opinion Box.

Especialista responde principais dúvidas sobre as lentes de contato dental

O Dr. Marcelo Borille explica que as lentes de contato dental são lâminas finas coladas na parte frontal dos dentes. “Elas são responsáveis ​​por mudar completamente a cor, forma, tamanho e posição dos dentes. Outro ponto positivo é que a transformação proporcionada pela técnica é natural e não mudará em nada a rotina do paciente”.

Para facilitar, a reportagem organizou as respostas do especialista para as principais dúvidas a respeito das lentes de contato dentais, nos tópicos a seguir:

– Quando usar lentes de contato dental? Para corrigir imperfeições, como fraturas, manchas, separação dentária e dentes irregulares.

– Quais exames são necessários para iniciar o tratamento? Exames radiográficos simples, o que dispensa imagens geradas por tomografia computadorizada.

– O paciente sente dor durante o procedimento? O tratamento é indolor. Em alguns casos, a anestesia pode ser utilizada.

– Qual a durabilidade do tratamento? Até dez anos – o que pode variar por conta de fatores como higiene oral e observação às consultas de manutenção semestrais.

– Quais os cuidados necessários durante as refeições? É importante evitar alimentos com alto teor de pigmentação, como café, açaí, vinho, açafrão e beterraba, e evitar morder alimentos duros para não causar fraturas nas lentes.

– Para quem as lentes de contato dental não são recomendadas? Para pacientes com bruxismo, cárie dentária, tártaro, canais radiculares não tratados, dentes rachados, quebrados ou com manchas graves.

– As lentes de contato dental podem favorecer o acúmulo de sujeira e dar cáries ou gengivite? Não, o uso das lentes também não previne a cárie, por isso o hábito de escovar os dentes e passar fio dental deve ser mantido.

– Crianças e idosos podem colocar lentes de contato dental? Sim, inclusive crianças com características fisiológicas que dificultam o crescimento dos dentes.

Para concluir, o responsável pela clínica Dr. Marcelo Borille Odontologia Estética destaca que há a possibilidade de fazer uma simulação do tipo antes e depois para visualizar os resultados do tratamento de forma antecipada.

“Hoje, a tecnologia possibilita simulações fotográficas e modelos em gesso, que podem auxiliar o tratamento. A simulação do modelo em 3D (que compreende as três dimensões, altura, profundidade e largura) é mais precisa e confiável para o resultado final”, pontua. 

“Com a ajuda de um profissional de confiança, as lentes de contato dental podem contribuir para a melhora da saúde e da autoestima em uma fase em que os sorrisos voltam a ganhar o merecido destaque”, conclui.

Para mais informações, basta acessar: https://www.lentedecontatodental.poa.br/