Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

A Takeda (TSE:4502/NYSE:TAK) anunciou hoje que o EXKIVITY® (mobocertinibe) foi aprovado pela Administração Nacional de Produtos Médicos (NMPA) da China para o tratamento de pacientes adultos com câncer de pulmão de não pequenas células (CPNPC) localmente avançado ou metastático com mutações de inserção no éxon 20 do receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR), cuja doença progrediu durante ou após a quimioterapia baseada em platina. O EXKIVITY mostrou respostas clinicamente significativas e duradouras em pacientes com CPNPC localmente avançado ou metastático portadores de inserção+ no éxon 20 do EGFR e agora é o primeiro e único tratamento disponível para essa população de pacientes na China. O EXKIVITY, um inibidor da tirosina quinase (TKI) oral projetado para atacar as inserções no éxon 20, foi analisado como parte do programa “Breakthrough Therapy” da NMPA. A aprovação completa desta indicação pode depender da verificação dos benefícios clínicos em um ensaio confirmatório.

“A aprovação do EXKIVITY na China para pacientes com CPNPC localmente avançado ou metastático portadores de inserção+ no éxon 20 do EGFR só foi possível por meio da colaboração e apoio dedicados da NMPA e do governo chinês”, disse Awny Farajallah, chefe de Oncologia de Assuntos Médicos Globais da Takeda. “O câncer de pulmão é uma doença devastadora e sabemos que a descoberta e entrega de medicamentos de precisão como o EXKIVITY, para combater os tipos de câncer difíceis de tratar, têm o potencial de melhorar os resultados dos pacientes. Estamos entusiasmados em apresentar o EXKIVITY na China como a segunda terapia de câncer de pulmão da Takeda e continuamos comprometidos com a pesquisa e o desenvolvimento para atender às necessidades dessa comunidade de pacientes.”

O câncer de pulmão é o câncer mais comumente diagnosticado na China e o CPNPC representa cerca de 85% de todos os casos de câncer de pulmão no país.1 Dos pacientes diagnosticados com CPNPC com mutação do EGFR na China, até 10% abrigam inserções no éxon 20.2-7 Apesar dessa prevalência, os pacientes na China carecem de uma opção de tratamento direcionada projetada para tratar os cânceres causados por essas mutações.

“Desde a descoberta das mutações do EGFR há quase 20 anos, os pacientes com inserções no éxon 20 aguardam uma terapia direcionada para tratar sua doença”, afirmou Sean Shan, presidente da Takeda China. “A aprovação do EXKIVITY na China é um avanço notável, demonstrando o forte compromisso do governo chinês em incentivar e acelerar a introdução de terapias inovadoras. O EXKIVITY oferece uma terapia oral direcionada a uma população que tem sido historicamente mal atendida e essa aprovação nos deixa um passo mais perto de derrotar essa doença complexa e heterogênea para os pacientes nessa região.”

A aprovação é baseada nos resultados da população pré-tratada com platina no estudo de Fase 1/2 do EXKIVITY, que consistia em 114 pacientes com CPNPC portadores de inserção+ no éxon 20 do EGFR que receberam quimioterapia baseada em platina e foram tratados com a dose de 160 mg. Os resultados demonstraram uma TRG confirmada de 28% por um IRC, bem como uma DR mediana de 15,8 meses por um IRC, uma sobrevida global (SG) mediana de 20,2 meses e uma sobrevida livre de progressão (SLP) mediana de 7,3 meses por um IRC. As reações adversas relacionadas ao tratamento mais comuns foram: diarreia (92%), erupção cutânea (46%), paroníquia (38%) e diminuição do apetite (37%).

Sobre o EXKIVITY (mobocertinibe)

O EXKIVITY é um inibidor da tirosina quinase (TKI) oral de primeira classe, especificamente projetado para atingir seletivamente as mutações de inserção no éxon 20 do receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR).

O EXKIVITY está atualmente aprovado nos Estados Unidos, Grã-Bretanha, Suíça, Coreia do Sul, Austrália e China para o tratamento de pacientes adultos com CPNPC localmente avançado ou metastático com mutações de inserção no éxon 20 do EGFR, cuja doença progrediu durante ou após a quimioterapia baseada em platina.

Para mais informações sobre o EXKIVITY, acesse https://www.exkivity.com/. Para obter informações sobre a prescrição, incluindo sua bula: https://takeda.info/Exkivity-Prescribing-Information.

Sobre o CPNPC portadores de inserção+ no éxon 20 do EGFR

O câncer de pulmão de não pequenas células (CPNPC) é a forma mais comum de câncer de pulmão, representando cerca de 85% dos 2,2 milhões de novos casos estimados de câncer de pulmão diagnosticados a cada ano no mundo todo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).9, 10 Pacientes com CPNPC portadores de inserção+ no éxon 20 do receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR) representam apenas cerca de 1 a 2% dos pacientes com CPNPC e a doença é mais comum em populações asiáticas em comparação com populações ocidentais.2-6 Esta doença carrega um pior prognóstico do que outras mutações do EGFR, uma vez que os TKIs do EGFR – que não atacam especificamente as inserções no éxon 20 do EGFR – e a quimioterapia fornecem benefícios limitados aos pacientes.

A Takeda está comprometida com a pesquisa e o desenvolvimento contínuos para atender às necessidades da comunidade de câncer de pulmão por meio da descoberta e entrega de medicamentos transformadores.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE A SEGURANÇA DO EXKIVITY

Prolongamento do Intervalo QTc

O prolongamento do intervalo QT corrigido (QTc) pela frequência cardíaca, incluindo arritmias potencialmente mortais resultantes, como Torsades de Pointes, ocorreu em pacientes tratados com mobocertinibe.

Um prolongamento do intervalo QTc dependente da concentração de cerca de 12,7 ms (90% IC: 8,69, 16,8) foi observado no estado estacionário Cmax após doses diárias de 160 mg com base em uma análise de dados de 194 pacientes com malignidades sólidas avançadas.

Os ensaios clínicos do mobocertinibe não incluíram pacientes com QTc basal superior a 470 ms. Antes de iniciar o mobocertinibe, avalie o QTc e os eletrólitos na linha de base e corrija as anormalidades em sódio, potássio, cálcio e magnésio. Monitore o QTc e os eletrólitos periodicamente durante o tratamento. Aumente a frequência de monitoramento em pacientes com fatores de risco para prolongamento do QTc, como em pacientes com síndrome do QTc longo, doença cardíaca, distúrbios eletrolíticos ou aqueles que estão tomando medicamentos conhecidos por prolongar o intervalo QTc. Evite o uso concomitante de medicamentos conhecidos por prolongar o intervalo QTc. Evite o uso concomitante de inibidores fortes ou moderados do CYP3A com mobocertinibe, o que pode prolongar ainda mais o intervalo QTc. Descontinue permanentemente o mobocertinibe em pacientes que desenvolverem prolongamento do intervalo QTc com sinais ou sintomas de arritmia com risco de morte.

Doença Intersticial dos Pulmões/Pneumonia

Doença intersticial dos pulmões (DIP)/pneumonia grave e mortal ocorreu em pacientes tratados com mobocertinibe.

Suspenda o mobocertinibe diante do início agudo de sintomas pulmonares inexplicados novos ou progressivos, como dispneia, tosse e febre, enquanto se aguarda avaliação diagnóstica e confirmação diagnóstica. Interrompa permanentemente o mobocertinibe se a DPI/pneumonia for confirmada.

Toxicidade Cardíaca

Insuficiência cardíaca (incluindo insuficiência cardíaca congestiva, diminuição da fração de ejeção e cardiomiopatia) ocorreu em pacientes tratados com mobocertinibe.

O mobocertinibe pode causar prolongamento do intervalo QTc resultando em Torsades de Pointes.

Fibrilação atrial (1,3%), taquicardia ventricular (0,3%), bloqueio atrioventricular de primeiro grau (0,7%), bloqueio atrioventricular de segundo grau (0,3%), bloqueio de ramo esquerdo (0,3%), extrassístoles supraventriculares (0,3%) e extrassístoles ventriculares (0,3%) também ocorreram em pacientes que receberam o mobocertinibe. Não foi estabelecida nenhuma causalidade desses eventos com o mobocertinibe.

Realize monitoramento cardíaco, incluindo avaliação da fração de ejeção do ventrículo esquerdo no início e durante o tratamento. Os pacientes que desenvolverem sinais e sintomas consistentes com insuficiência cardíaca devem ser tratados conforme indicação clínica. Suspenda, reduza a dose ou descontinue permanentemente o mobocertinibe com base na gravidade.

Diarreia

Em estudos clínicos, a maioria dos pacientes apresentou diarreia leve a moderada. A diarreia pode ser grave ou potencialmente mortal. O tempo médio até o início da diarreia foi de cinco dias, mas pode ocorrer até 24 horas após a administração do mobocertinibe. A diarreia é geralmente transitória e teve um tempo médio de resolução de três dias. A diarreia prolongada pode levaràdesidratação ou desequilíbrio eletrolítico, com ou sem insuficiência renal.

Recomenda-se o manejo precoce e compatível da diarreia, como medicamentos antidiarreicos prescritos (por exemplo, loperamida), dieta, ingestão adequada de líquidos (~2l de líquidos claros por dia) e educação do paciente. Instrua os pacientes a ter medicamentos antidiarreicos (por exemplo, loperamida) prontamente disponíveis. Inicie o tratamento antidiarreico no primeiro episódio de fezes mal formadas ou amolecidas ou na primeira aparição de movimentos intestinais mais frequentes do que o normal. Em ensaios clínicos do mobocertinibe em que a loperamida foi utilizada como antidiarreico, o regime posológico de loperamida foi de 4 mg no primeiro episódio de diarreia e depois 2 mg a cada duas horas até o paciente não apresentar diarreia durante pelo menos 12 horas; a dose diária de loperamida não excedeu 16 mg. Se estiver usando loperamida como tratamento antidiarreico, consulte a bula do produto para obter mais informações.

Se a diarreia não melhorar ou forem relatados sinais ou sintomas adicionais, recomenda-se a intervenção da prática médica padrão, incluindo outros medicamentos antidiarreicos. A profilaxia antidiarreica pode ser considerada conforme necessário. Monitore os eletrólitos e instrua os pacientes a aumentar a ingestão de líquidos e eletrólitos conforme necessário. Não é necessário modificar a dose, a menos que o paciente não tolere o mobocertinibe ou os sintomas reapareçam – ou a diarreia não resolva com intervenção médica. Interrompa o mobocertinibe e reduza as doses subsequentes se ocorrer diarreia grave.

Toxicidade Embriofetal

Com base em seu mecanismo de ação e dados de estudos em animais, o mobocertinibe pode causar danos fetais quando administrado em mulheres grávidas.

Aconselhe as gestantes sobre o risco potencial ao feto. Aconselhe as mulheres no período fértil a usar anticoncepcionais não hormonais eficazes durante o tratamento com o mobocertinibe e por um mês após a última dose. Aconselhe os homens vivendo com mulheres no período fértil a utilizar preservativos eficazes durante o tratamento o mobocertinibe e por uma semana após a última dose.

Compromisso da Takeda com a Oncologia

Na Takeda Oncology, estamos unidos por nossa aspiração de curar o câncer e motivados a cada dia para trabalhar mais para pacientes com opções de tratamento limitadas ou ineficazes. Nossa estrutura ágil e profunda expertise interna são complementadas por uma rede de parcerias que otimizam nossa capacidade de pesquisar, desenvolver e fornecer medicamentos transformadores para pessoas que vivem com câncer. Com base em décadas de liderança em oncologia e um portfólio de medicamentos aprovados para cânceres hematológicos e tumores sólidos, estamos avançando em um pipeline de ponta focado no poder da imunidade inata. Com a inspiração dos pacientes e as inovações por todas as partes, nosso objetivo é introduzir novas classes de imunoterapias que possam levar a respostas profundas e duradouras para que mais pessoas possam se beneficiar – e ter acesso a – medicamentos inovadores.

Para mais informações, acesse www.takedaoncology.com.

Sobre a Takeda Pharmaceutical Company Limited

A Takeda Pharmaceutical Company Limited (TSE: 4502/NYSE: TAK) é uma líder biofarmacêutica global com sede no Japão, orientada por P&D e baseada em valores, comprometida em descobrir e fornecer tratamentos que transformam vidas, guiada por seu compromisso com os pacientes, seus funcionários e o planeta. A Takeda concentra seus esforços de P&D em quatro áreas terapêuticas: Oncologia, Doenças genéticas raras e Hematologia, Neurociência e Gastroenterologia (GI). Também fazemos investimentos direcionados em P&D em Terapias e Vacinas Derivadas de Plasma. Estamos nos centrando no desenvolvimento de medicamentos altamente inovadores que contribuem para fazer a diferença na vida das pessoas’ avançando rumo a novas opções de tratamento e alavancando nosso mecanismo e recursos de P&D aprimorado e colaborativo para criar um pipeline robusto e diversificado em modalidades. Nossos funcionários estão comprometidos em melhorar a qualidade de vida dos pacientes e em trabalhar com nossos parceiros em assistência médica em aproximadamente 80 países. Para mais informações, acesse https://www.takeda.com.

Aviso Importante

Para fins deste aviso, “comunicadoàimprensa” significa neste documento, qualquer apresentação oral, sessão de perguntas e respostas bem como qualquer material escrito ou oral discutido ou distribuído pela Takeda Pharmaceutical Company Limited (“Takeda”) referente a este comunicado. Este comunicadoàimprensa (incluindo qualquer informação verbal, qualquer pergunta e resposta referente a ele) não se destina a, e não constitui, representa ou faz parte de qualquer oferta, convite ou solicitação de qualquer oferta de compra, e caso contrário, adquirir, assinar, trocar, vender ou dispor de quaisquer valores mobiliários ou a solicitação de qualquer voto ou aprovação em qualquer jurisdição. Nenhuma ação ou outros títulos estão sendo oferecidos ao público por meio deste comunicadoàimprensa. Nenhuma oferta de títulos deverá ser feita nos EUA, exceto segundo o registro sob a Lei de Valores Mobiliários de 1933, conforme alterado, ou uma isenção do mesmo. Este comunicadoàimprensa está sendo concedido junto com qualquer informação adicional que possa ser fornecida ao destinatário), na condição de que seja para uso pelo destinatário apenas para fins informativos (e não para a avaliação de qualquer investimento, aquisição, eliminação ou qualquer outra transação). Qualquer falha no cumprimento destas restrições pode constituir uma violação das leis de valores mobiliários aplicáveis.

As empresas nas quais a Takeda detém direta e indiretamente investimentos são entidades separadas. Neste comunicadoàimprensa, “Takeda” é utilizada algumas vezes por conveniência, quando são feitas referênciasàTakeda e suas subsidiárias em geral. Do mesmo modo, os termos “nós”, “nos” e “nosso” também são utilizados para se referir às subsidiárias em geral ou àqueles que trabalham para elas. Estas expressões também são utilizadas quando nenhum objetivo útil é atendido pela identificação da empresa em particular ou empresas.

Declarações Prospectivas

Este comunicado de imprensa e quaisquer materiais distribuídos em conexão com este comunicado de imprensa podem conter declarações prospectivas, crenças ou opiniões sobre os negócios futuros, a posição futura e os resultados operacionais da Takeda, incluindo estimativas, previsões, metas e planos para a Takeda. Sem limitação, as declarações prospectivas geralmente incluem palavras como “visa”, “planeja”, “acredita”, “espera”, “continua”, “pretende”, “intenciona”, “garante”, “pode”, “deveria,”, “seria”, “poderia”, “antecipa”, “estima”, “projeta” ou expressões semelhantes ou o negativo delas. Estas declarações prospectivas são baseadas em suposições sobre muitos fatores importantes, incluindo os seguintes, que podem causar resultados reais materialmente diferentes daqueles expressos ou implícitos nas declarações prospectivas: as circunstâncias econômicas que cercam os negócios globais da Takeda, incluindo condições econômicas gerais no Japão e nos Estados Unidos; pressões competitivas e desenvolvimentos; mudanças nas leis e regulamentos aplicáveis, incluindo reformas globais de saúde; desafios inerentes ao desenvolvimento de novos produtos, incluindo a incerteza do sucesso clínico e as decisões das autoridades regulatórias e o tempo para isso; incerteza de sucesso comercial para produtos novos e existentes; dificuldades de fabricação ou atrasos; flutuações nas taxas de juros e de câmbio; reclamações ou preocupações relacionadasàsegurança ou eficácia de produtos comercializados ou candidatos a produtos; o impacto de crises na saúde, como a nova pandemia de coronavírus, na Takeda e em seus clientes e fornecedores, incluindo governos estrangeiros nos países em que a Takeda opera, ou em outras facetas de seus negócios; o momento e o impacto dos esforços de integração pós-fusão com empresas adquiridas; a capacidade de alienar ativos que não são essenciais para as operações da Takeda e o momento de qualquer desinvestimento; e outros fatores identificados no relatório anual mais recente da Takeda no formulário 20-F e outros relatórios da Takeda arquivados na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, disponíveis no site da Takeda em https://www.takeda.com/investors/sec-filings/ ou em www.sec.gov. A Takeda não se compromete a atualizar nenhuma das declarações prospectivas contidas neste comunicadoàimprensa ou quaisquer outras declarações prospectivas que possa fazer, exceto conforme exigido por lei ou regra da bolsa de valores. O desempenho passado não é um indicador de resultados futuros e os resultados ou declarações da Takeda neste comunicadoàimprensa podem não ser indicativos e não são uma estimativa, previsão, garantia ou projeção dos resultados futuros da Takeda.

Informações Médicas

Este comunicadoàimprensa contém informações sobre produtos que podem não estar disponíveis em todos os países, ou podem estar disponíveis sob diferentes marcas registradas, para diferentes indicações, em diferentes dosagens ou em diferentes intensidades. Nada aqui contido deve ser considerado uma solicitação, promoção ou anúncio de quaisquer medicamentos prescritos, incluindo aqueles em desenvolvimento.

Informações Regulamentares

Esta indicação é aprovada na China sob aprovação condicional.

1 Gan J, Fang W, Zhang L. Therapy of lung cancer in China: introducing the special collection. Therapeutic Advances in Medical Oncology. 2021;13.

2 Riess, Jonathan W. Diverse EGFR Exon 20 Insertions and Co-Occurring Molecular Alterations Identifiedby Comprehensive Genomic Profiling of NSCLC. https://www.jto.org/article/S1556-0864(18)30770-6/fulltext. Acessado em 28 de setembro de 2022.

3 Fang, Wenfeng. BMC Cancer. EGFR exon 20 insertion mutations and response to osimertinib in non-small-cell lung cancer. https://bmccancer.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12885-019-5820-0. Acessado em 28 de setembro de 2022.

4 Kobayashi Y, Mitsudomi T. Not all epidermal growth factor receptor mutations in lung cancer are created equal: Perspectives for individualized treatment strategy. Cancer Sci. 2016;107(9):1179-1186. doi:10.1111/cas.12996

5 Yatabe Y, Kerr KM, Utomo A, et al. EGFR mutation testing practices within the Asia Pacific region: results of a multicenter diagnostic survey. J Thorac Oncol. 2015;10(3):438-445. doi:10.1097/JTO.0000000000000422

6 Kris MG, Johnson BE, Berry LD, et al. Using multiplexed assays of oncogenic drivers in lung cancers to select targeted drugs. JAMA. 2014;311(19):1998-2006. doi:10.1001/jama.2014.3741

7 Yang, Guangjian et al. “EGFR exon 20 insertion mutations in Chinese advanced non-small cell lung cancer patients: Molecular heterogeneity and treatment outcome from nationwide real-world study.” Lung cancer (Amsterdam, Netherlands) vol. 145 (2020): 186-194.

8 Zhou C. Lung cancer molecular epidemiology in China: recent trends. Transl Lung Cancer Res. Outubro de 2014;3(5):270-9. doi: 10.3978/j.issn.2218-6751.2014.09.01

9 Sung H. Global Cancer Statistics 2020: GLOBOCAN Estimates of Incidence and Mortality Worldwide for 36 Cancers in 185 Countries. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33538338/. Acessado em 28 de setembro de 2022

10 American Cancer Society. What is Non-Small Cell Lung Cancer? https://www.cancer.org/cancer/non-small-cell-lung-cancer/about/what-is-non-small-cell-lung-cancer.html. Acessado em 28 de setembro de 2022.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Assessoria de Imprensa:

Japão

Jun Saito

[email protected]

+81 (0) 3-3278-2325

Outros países

Lauren Padovan

[email protected]

+1 (215) 859-2605

Fonte: BUSINESS WIRE

Compartilhe.

Comments are closed.