Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Desde o início da pandemia de Covid-19, o fechamento de atividades comerciais e de lazer nas grandes cidades, assim como o trabalho remoto impulsionaram o aumento na busca por imóveis residenciais no interior paulista. O DataZAP+, que detectou este movimento, atesta que o setor imobiliário segue em alta: de maio a julho de 2022, o interesse por casas no interior, em municípios localizados a até 120 quilômetros de distância de São Paulo, cresceu em relação ao ano passado.

A influência da crise sanitária no mercado imobiliário brasileiro foi tema de pesquisas contínuas do DataZAP+ nos últimos dois anos. Entre os levantamentos, foi analisado que, na percepção dos profissionais do mercado, sacada ou varanda e espaço para home office são atualmente os itens mais buscados pelos clientes. Também aumentou a procura por áreas sociais para a prática de exercícios físicos e configurações maiores de plantas.

“Centros urbanos estão saturados, encarecendo a moradia por metro quadrado, enquanto o interior oferece opções de qualidade idêntica ou mesmo superior em condomínios fechados por preços mais acessíveis”, afirma Remi Fouque, Presidente da Promoval Incorporadora.

O executivo observou a migração de escritórios e serviços para o interior de São Paulo na pandemia, além de identificar o home office como motivador para profissionais trocarem apartamentos pequenos por lares maiores e casas.

Para Remi Fouque, a inserção de áreas de lazer dentro de condomínios, com a integração de práticas de esporte e áreas verdes, são o chamariz que mais atraem compradores e locatários para cidades interioranas. São questões que afetam a qualidade de vida. 

Menos poluição, trânsito, violência, estresse e melhor custo de vida são citados pelo executivo como benefícios de escolher a moradia no interior em comparação à vida da capital.

Com valor médio do metro quadrado sendo o terceiro mais caro do estado de São Paulo, Campinas figura entre as cidades de destaque no interior, segundo dados do Secovi-SP (Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Administração de Imóveis), ao lado de Sorocaba e São José do Rio Preto. Campinas foi, por exemplo, a cidade que mais lançou e vendeu lotes residenciais no primeiro trimestre de 2021.

Em alguns casos, a distância razoavelmente próxima da capital também contribui para garantir o deslocamento, quando este for inevitável. A pesquisa EY Work Reimagined 2022, feita por meio da consultoria EY em 22 países, incluindo Brasil, e 26 segmentos distintos, aponta que apenas 20% dos entrevistados resistem ao trabalho à distância, considerando que funcionários com deslocamentos mais curtos estão mais dispostos a trabalhar presencialmente.

Website: https://promoval.com.br/residencial-chablis/

Compartilhe.

Comments are closed.