Ter uma casa própria, construída exatamente como foi planejado é o sonho da maioria dos brasileiros. Os custos, entretanto, podem variar devido a diversos fatores, como local, tamanho da casa, complexidade da arquitetura e padrão de acabamento. A escolha certa dos profissionais que irão acompanhar a família ou investidor durante toda essa trajetória poderá influenciar desde as despesas até a execução do projeto.

O primeiro passo dessa empreitada é o planejamento. É nesta fase que deve ser definido o orçamento familiar para a realização da obra, além do local que será construído, como um terreno ou lote. Também é importante ficar atento a toda parte legal que o processo envolve, como registro do terreno, lei de zoneamento, autorização da prefeitura, entre outros.

“As escolhas feitas na fase do projeto irão definir os gastos durante toda a obra. Decidir entre uma casa térrea ou sobrado ou uma matéria-prima mais cara, exigirá maior número de pedreiros e uma mão de obra mais especializada. A escolha de uma boa equipe de engenharia e arquitetura pode evitar custos maiores na execução, além de problemas futuros após a conclusão da obra”, explicou o engenheiro Pablo Batista, proprietário da Construtora BAZA, primeira franquia de construtora do país.

Do terrado ao telhado

A etapa seguinte é a preparação do terreno, onde os profissionais à frente da obra fazem uma avaliação topográfica, momento em que é definido a necessidade de terraplanagem, orientação solar, entre outros.

Depois é feita a fundação da obra, que fará a sustentação do imóvel, através de estacas e colunas, além de impermeabilização.

Já com a base pronta, entra a parte de alvenaria e telhado, com a construção das paredes, contrapiso, laje e cobertura. Por fim é feita a estrutura do telhado.

“Em todas as etapas de uma obra é necessário que ocorra um cuidado especial com a escolha da matéria-prima e na forma que o projeto é realizado, para que não haja problemas com rachaduras e infiltrações, por exemplo. Por isso que a contratação de mão de obra qualificada é um dos momentos mais cruciais de uma construção”, disse o engenheiro Pablo.

Instalações e acabamento

Outra etapa que merece atenção é na escolha dos materiais e a forma que são aplicados. A instalação hidráulica deve seguir o projeto aprovado, incluindo a ligação com as redes de esgoto e as galerias de água pluvial. Já o acabamento é a fase mais demorada da construção, e requer uma instalação zelosa para evitar prejuízo com a perda de materiais, como pisos e revestimentos.

“O planejamento, a matéria-prima, a mão de obra, tudo influencia na qualidade e custos da construção de uma casa. Por realizar diversas construções anualmente, uma construtora poderá ter condições especiais nos custos dos materiais e na equipe especializada, por isso é necessário sempre pesquisar bem e entregar o projeto nas mãos de empresas confiáveis e que estejam consolidadas no mercado, diminuindo as chances de atrasos e problemas”, finalizou o engenheiro Pablo da Construtora BAZA.