Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

A chegada do verão traz um alerta para pessoas que decidem praticar atividades físicas, sem orientação, para perda de peso ou mudança de hábitos: cuidado para evitar lesões no joelho e no quadril.

Isso porque os estudos mais recentes publicados na área da educação física, ortopedia e fisioterapia, apontam que a prevalência de lesões relacionadas à corrida em corredores recreacionais chega a 62,3% e em outros casos, dependendo da distância semanal percorrida, beira os 35%. Para que se tenha ideia, em 23 estudos em que foram avaliados 3.786 corredores recreativos, a prevalência de lesões foi de 36,5%, sendo que a ocorrência de lesões musculoesqueléticas pode dificultar a prática regular de exercícios por tempo indeterminado.

A distância percorrida por semana superior a 20 km foi uma variável preditiva de lesões. Observou-se maior prevalência de lesões em homens (28%) do que em mulheres (22 0%). O joelho foi o local mais acometido (39,6%) e as lesões musculares foram as mais frequentes (27,9%).

O ortopedista e cirurgião do joelho, Rogério Fuchs, explica que acrescentar modalidades esportivas à rotina diária é muito importante. “No entanto, a prática de esportes para pessoas que não são habituadas pode sobrecarregar as articulações”, informa Rogério, que atua no Eco Medical Center, em Curitiba. Fatores como pisada, tempo de experiência na modalidade, aumento do volume das sessões de prática, percentual de aumento de volume das sessões e de intensidade estão diretamente associados a essas lesões.

“Sempre orientamos que as atividades físicas devem ser praticadas com suporte profissional adequado, respeitando as características físicas de cada um e o tempo de recuperação do corpo. Além disso, atividades físicas que podem ser simples como uma caminhada ou corrida na praia, por exemplo, podem causar mais sobrecarga na articulação”, reforça o ortopedista Thiago Fuchs, lembrando que sempre que houver um desconforto é importante suspender a atividade e procurar um médico.

Esportes e Orientações

O educador físico Octávio Battistelli, que atua na Clínica Agma, localizada no Eco Medical Center, diz que as lesões durante a prática esportiva podem ser minimizadas através de adequações dos fatores envolvidos no treinamento.

“É muito comum vermos o aumento também no volume de pessoas que procuram fazer esportes cardiorrespiratórios e musculação sem trabalhar a mobilidade, o alongamento e sem passar por uma avaliação física, o que é fundamental para entender a capacidade do organismo”, menciona Octávio. “Para aproveitar ainda mais a temporada e as atividades físicas no verão, é importante estar alerta sobre os fatores de risco, além do emprego de esforços para a prevenção dessas lesões”, completa.

Já a professora de fisioterapia e supervisora da Clínica Agma, Rúbia Benatti, chama a atenção para alguns esportes praticados no verão como frescobol, beach tênis, voleibol e natação que tem em comum movimentos acima da linha do ombro (90°).  “Esses esportes são responsáveis por 30% das lesões na região do ombro. Para praticá-los com segurança, é preciso fazer reforços da musculatura, alongamentos, manter boa postura e movimentos corretos”, orienta. 

Dicas importantes para a prevenção de lesões:

 – Usar roupas, calçados e equipamentos adequados para a prática de cada esporte;

– Ficar atento à execução correta dos movimentos;

– Evoluir gradativamente no tempo e intensidade dos exercícios, respeitando o próprio limite;

– Hidratação é fundamental para o equilíbrio geral do corpo e prevenção de lesões;

– Não pular o aquecimento, necessário para a proteção do corpo no gesto esportivo;

– Dormir bem. O repouso é imprescindível para manter o foco, a concentração e evitar a fadiga muscular;

– Alimentação saudável com vitaminas e nutrientes é fundamental para boa recuperação muscular e física;

– Praticar o esporte em local adequados. Lugares com obstáculos, úmidos e escorregadios aumentam o risco de lesões.

 

 

Compartilhe.

Comments are closed.