Cambuci fatura 131,2 milhões no 3T22 e tem avanço de 94,1%

Detentora das marcas esportivas Penalty e Stadium, a Cambuci S.A. registrou balanço positivo no 3º trimestre de 2022, com faturamento de R$ 131,2 milhões e avanço de 94,1% na receita líquida, no comparativo com o mesmo período de 2021. O resultado é o maior da história da companhia em um trimestre. Já o lucro líquido avançou 102,9% no 3T22 frente ao 3T21: foram R$ 21,3 milhões contra R$ 10,5 milhões, respectivamente. Comparando os 9 meses deste ano com o mesmo período de 2021, temos um aumento de 404,6%, um crescimento bastante expressivo.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) no período foi de R$ 33,4 milhões versus R$ 17 milhões em 2021, na mesma base, representando um aumento de 96,5%. Já no acumulado dos 9 meses deste ano, o Ebitda avançou 182,6%, contabilizando valor nominal de R$ 74,9 milhões contra R$ 26,5 milhões do ano anterior. 

“Termos alcançado esse recorde de maior faturamento da história da companhia em um trimestre é consequência de um conjunto de fatores, entre eles a oferta de um portfólio abrangente de produtos que combinam qualidade, design e tecnologia; os esforços constantes na expansão da base de clientes; repasse de preços para garantia de margem; austeridade no controle de despesas e gestão financeira voltada a promover liquidez e retorno sobre o capital investido,” afirma Roberto Estefano, fundador e presidente do Conselho Administrativo da Cambuci S.A..

Outro ponto bastante positivo em comparação ao trimestre passado foi o aumento de 17,5% no quadro de funcionários, sendo a maioria das contratações para as três plantas fabris. Além disso, a relação dívida líquida/Ebitda no acumulado de 12 meses alcançou 1,1x, sendo que, no fim de 2021, a relação era de 2,1x. Também é importante ressaltar que a previsão de crescimento para 2022 superou as expectativas da companhia: o prognóstico era de 60%, mas, com o excelente desempenho nestes 9 meses, a perspectiva é que o ano encerre com uma evolução superior a 80%.

“Esses resultados também são fruto da nossa estratégia comercial, que privilegia a carteira formada por mais de 9 mil clientes, por meio do canal varejista. Dessa forma, esses clientes distribuem os produtos em seus diversos canais ― websites oficiais, lojas físicas, marketplaces e televendas ―, além de divulgarem em suas redes sociais, potencializando o impacto sobre o consumidor final,” conclui Estefano.