Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

O One Tower, localizado na avenida Atlântica em Balneário Camboriú, litoral norte de Santa Catarina, no endereço com maior valorização imobiliária do Brasil, segundo Índice FipeZAP, recebeu o certificado mundial de edifício residencial mais alto da América Latina. A marca é chancelada pelo CTBUH, Conselho de Edifícios Altos e Habitat Urbano, organismo internacional do setor de arranha-céus e design urbano sustentável. Além de divulgar importantes informações sobre as construções e seus lançamentos, o CTBUH também é reconhecido como o principal recurso global para dados interativos de edifícios urbanos altos. Empreendimento é o primeiro na América Latina a receber a certificação.

Com 290 metros de altura, o One Tower conta com 84 pavimentos, sendo 70 habitáveis, o edifício conta com dois apartamentos por andar, apresentando quatro andares com áreas de lazer com mais de 20 ambientes – sendo duas nos andares 56 e 57, figurando também com o lazer mais alto dos Américas. “Essa certificação reforça todo o trabalho desenvolvido e o investimento no desenvolvimento de tecnologias nos assegura a transformação do mercado da construção civil e o skyline de Balneário Camboriú. Temos orgulho de fazer parte dessa história, não apenas da FG, mas de todo o segmento”, destaca André Bigarella, diretor de engenharia da FG Empreendimentos.

O empreendimento foi entregue no último sábado, 17 de dezembro, com a presença de Antony Wood, presidente CTBUH, que entregou para Jean Graciola, presidente da FG, o certificado de edifício mais alto do Brasil e mais alto da América Latina. “É um orgulho estar em Balneário Camboriú e poder fazer parte desta história. O One Tower é muito mais do que o maior residencial das Américas, ele é um empreendimento imponente e que marca a disrupção e o desenvolvimento da construção civil”, destacou o presidente do CTBUH.

Compartilhe.

Comments are closed.