Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Portugal é conhecidamente o destino mais procurado por brasileiros que querem construir uma vida nova no outro lado do hemisfério. Dos 700 mil estrangeiros que vivem no país europeu, cerca de 30% são brasileiros, segundo dados do Serviço de Fronteiras e Estrangeiros de Portugal. De acordo com o órgão, a nacionalidade mais presente nas terras lusitanas é a brasileira, com população quatro vezes maior do que a dos ingleses, por exemplo, que formam a segunda maior comunidade estrangeira no país.

 

A escolha dos brasileiros por Portugal pode ser facilitada pela língua semelhante, mas há, ainda, um outro fator que pode influenciar no processo de decisão: a possibilidade de conseguir um visto permanente através de investimentos, conhecido como “Golden Visa”. A modalidade funciona como uma espécie de visto especial, concedido aos estrangeiros que estão dispostos a investir na economia portuguesa.

 

De acordo com Hellen Garcia, advogada do escritório Bastos Freire Advocacia, em Lisboa, para que os brasileiros consigam a cidadania portuguesa através do “visto gold” é preciso investir cerca de 250 mil euros: “O investimento mínimo de duzentos e cinquenta mil euros equivale a quase um milhão e meio de reais, mas pode ser ainda maior”, diz.

 

Segundo a advogada, o próprio cidadão pode escolher qual investimento será feito. “Existem duas possibilidades para o destino do dinheiro: o montante pode ser utilizado para realizar a compra de um imóvel cujo preço atinja o valor mínimo estabelecido por Portugal ou, então, ser alocado no país através da transferência do capital. Esse valor pode ser investido em empresas e no mercado de capitais, por exemplo”, completa Hellen.

 

Entre investimentos em imóveis e transferências de capital para o país, a modalidade que possibilita que estrangeiros obtenham cidadania portuguesa já foi concedida a mais de mil brasileiros desde o início do “visto gold”. A iniciativa existe desde 2012 e já movimentou mais de 6,6 bilhões de euros. A quantia investida, em sua maioria, parte de chineses, brasileiros e turcos. Juntos, eles somam mais de 60% de todos os vistos gold emitidos nos últimos 10 anos pelo país.

 

Ao todo, são mais de 18 mil cidadanias concedidas aos investidores estrangeiros e membros da família. Com a modalidade do visto, os estrangeiros aptos a receberem a cidadania têm direito a residência no país para viver, trabalhar e viajar para vários países da União Europeia como Alemanha, Bélgica, Espanha, Itália, França, entre outros, desde que façam parte do Espaço Schengen.

Compartilhe.

Comments are closed.