Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

A inteligência artificial (IA) chegou na área de produção de conteúdo. Desenvolvida para gerar textos para redes sociais, peças de marketing, artigos e demais formatos de textos, a tecnologia é voltada para empreendedores que hoje encontram na redação um gargalo de operação.  

A solução, que combina linguística computacional com algoritmos de IA para criar textos em poucos segundos, vem sendo aperfeiçoada ao longo dos anos e é realidade na estratégia de comunicação de empresas no exterior. Em 2018, a Associated Press (AP) anunciou que passaria a utilizar um gerador de conteúdos para automatizar publicações sobre as prévias dos jogos da Divisão I da NCAA Basketball Championship, liga universitária dos Estados Unidos.

O uso por pessoas físicas com a finalidade de compartilhar conteúdos também não é novidade. Sverker Johansson, autor de 10% dos mais de 60 milhões de artigos publicados na plataforma Wikipédia, alcançou a incrível marca após desenvolver, há quase 10 anos, um bot que o ajudou a ser um dos editores mais atuantes na enciclopédia colaborativa.

“Esta tecnologia pode ser aplicada por empresas e pessoas que por falta de tempo ou pouca familiaridade com a escrita têm dificuldade para criar conteúdos do zero. A ideia é que a inteligência artificial desenvolva textos de boa qualidade em segundos a partir de instruções passadas pelo usuário”, explica Rodrigo Gimenes, especialista em desenvolvimento de plataformas de inteligência de dados e produtos digitais.

41% das empresas brasileiras já utilizam inteligência artificial

Em outubro, a IBM divulgou uma pesquisa que revelou que 41% das empresas brasileiras utilizam inteligência artificial em suas operações diárias. “A aceleração digital provocada pela pandemia de Covid-19 e o aumento do volume de dados que circulam na internet elevaram a competitividade na hora de conquistar o cliente. Para lidar com essa realidade, a inteligência artificial surge como um dos principais diferenciais do mercado”, pontua Breno Berman, especialista em inteligência de negócios para e-commerce.

Rodrigo Gimenes destaca que a produção de conteúdo é, atualmente, uma das estratégias mais fortes do marketing digital. “Criar conteúdos para fortalecer o relacionamento com o público deixou de ser um complemento para se tornar uma estratégia obrigatória para quem busca ampliar o engajamento com o público. Neste cenário, a constância de publicações é um ponto chave, porém, inalcançável para quem não tem um time de redatores à disposição, e a IA se apresenta como alternativa”.

Manoela Hoffmann, especialista em gestão de marcas, destaca a importância da produção de conteúdo como estratégia de comunicação para empresas. “Não existe produto ou serviço que não precise de comunicação para se manter vivo. Dar voz a uma marca é torná-la viva, expressiva e interativa, tudo que o mundo conectado, transformador e humano exige dos negócios do futuro”.

Inteligência artificial desenvolve textos personalizados

A dificuldade para escrever é um problema comum ao público que adota a tecnologia de inteligência artificial para desenvolver textos personalizados de acordo com a finalidade do usuário. “Hoje, a tecnologia está mais sofisticada e assertiva na composição de textos, que podem ser usados na íntegra ou passar por uma revisão para inclusão de informações ou adequação de estilo que o autor julgar necessário”, orienta Rodrigo Gimenes.

Gimenes destaca também a rapidez com a qual a IA entrega conteúdos originais. “As pessoas estão cada vez mais conectadas e anseiam por um volume de conteúdos inéditos que nem sempre a mão de obra humana consegue acompanhar. O tempo de produção de um artigo para blog, por exemplo, cai de 1 dia útil para menos de 10 segundos”.

No Brasil, as plataformas de IA voltadas para produção de conteúdo, chamadas de plataformas de copy, são recentes e estão ganhando força à medida que a demanda pelo serviço aumenta. “O mercado nacional está sendo observado para inputs de melhorias não só nos algoritmos, mas também na entrega e usabilidade. Quanto mais fácil e personalizada for a experiência para cada grupo de usuários, mais economia de tempo e de recursos serão gerados”, conclui o especialista.

Compartilhe.

Comments are closed.