Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Em seu sexto ano de atividade, a Associação Brasileira de Crédito Digital chega à reta final de 2022 com recorde de manifestações elaboradas e encaminhadas aos principais órgãos reguladores ligados ao ecossistema do crédito digital (Banco Central – BCB, Comissão de Valores Mobiliários – CVM, Secretaria de Política Econômica/ Ministério da Economia – SPE/ME e Conselho Nacional de Justiça – CNJ). 

Entre as manifestações já encaminhadas destacam-se as relacionadas ao EPOC (Encaminhamento de Propostas de Operações de Crédito), SERP (Serviço Eletrônico de Registro Público), IGGs (Instituições Gestoras de Garantia), Contas COSIF, Superendividamento e Mínimo Existencial, Securitização, Registro de Recebíveis, Consignado Público e Privado, Débito Automático e SCDs/SEPs como Iniciadoras de Transação de Pagamentos. 

Somam-se a elas manifestações que ainda estão sendo estruturadas a respeito de temas de grande relevância para as associadas da ABCD (Fundos Garantidores, Citação Eletrônica e Otimização de FIDCs) e que devem ser encaminhadas em breve. A entidade também se manifestou junto à Autoridade Nacional de Proteção de Dados Pessoais (ANPD) em três tomadas de subsídios e duas consultas públicas lançadas pela autarquia ao longo de 2022. 

“A maior parte de nossas entregas está relacionada ao encaminhamento de manifestações contendo pleitos da ABCD e de seus associados aos órgãos reguladores para oferecer segurança jurídica aos negócios de nossos membros e buscar a diminuição de custos de observância ou operacionais referentes à implementação de normativas”, pontua Claudia Amira, diretora-executiva da associação. 

“Com isso, pretendemos fomentar o aumento da oferta de crédito para micro e pequenos empresários, bem como para consumidores das classes menos favorecidas, com foco na diminuição das taxas de juros e na inclusão dos desbancarizados”, completa a executiva.

Nos últimos meses, a ABCD ainda fortaleceu sua presença nas discussões do segmento graças à ampliação do seu quadro de associadas. Passaram a fazer parte da entidade neste ano as fintechs a55, Agrolend, Atisbank, FortBrasil, Qred, SumUp, Voltz e Zippi. Novos membros devem ser anunciados ainda no começo de 2023. 

O ano de 2022 marcou também o lançamento da 2ª edição da Pesquisa Fintechs de Crédito Digital, feita em parceria entre a Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD) e a PwC Brasil, que trouxe dados inéditos sobre o setor, e o início de uma campanha para combater os golpes financeiros. Junto às fintechs participantes, a associação promove desde julho ações que visam orientar os clientes sobre as ameaças e como se proteger das ações criminosas.

Mais informações sobre as iniciativas da ABCD estão disponíveis em https://creditodigital.org.br/.

Compartilhe.

Comments are closed.