07 DE SETEMBRO: Av. Getúlio Vargas será interditada em Cuiabá

 celebração do Dia da Independência do Brasil, comemorado nesta quarta-feira (07), volta a ser marcada pelo desfile cívico-militar após dois anos sem ser realizado em razão da pandemia da covid-19. Neste ano, o evento ocorre na Praça Santos Dumont, na Avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá.

A programação inicia às 7h, com o hino nacional brasileiro, seguido da revista à tropa formada.

Já o desfile cívico-militar tem início em seguida, com as apresentações da Marinha, Exército, Aeronáutica, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. O evento segue com o desfile da cavalaria da PM e das aeronaves do Ciopaer.

Também desfilam a banda de música da Guarda Municipal de Várzea Grande, 11 escolas e suas fanfarras, o Grupo de Escoteiro Uniselva, o Clube de Desbravadores, a União da Mocidade das Assembleias de Deus de Cuiabá e Região (Umadecre), o Grupo de Mulheres Motociclistas – Ladies of Road, e o Clube do Carro Antigo de Cuiabá.

A previsão é que o evento se encerre por volta das 9h.

Interdições no trânsito

Para garantir o acesso da população à Avenida Getúlio Vargas no horário do desfile, bem como a segurança dos participantes, a Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) ficará responsável pelo fechamento de vias próximas. Durante o evento, a Avenida Getúlio Vargas estará fechada do cruzamento com a Rua Barão de Melgaço até a Praça do Choppão. O motorista que precisar acessar a região deverá buscar rotas alternativas.

Walney Rosa
Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta Cancelar resposta